sexta-feira, 25 de abril de 2008

Pepe, Deco e mais milhões...

Segundo os relatórios de transferências internacionais da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), nos últimos seis anos, o Corinthians, de Alagoas, foi o clube que mais exportou jovens jogadores para o futebol estrangeiro. Até o fim de 2007, foram 85 transferências para 17 países, incluindo a de jogadores como Deco e Pepe, que atualmente estão nos dois maiores clubes da Espanha: Barcelona e Real Madrid, respectivamente. E o sucesso das categorias de base do Timão da Serraria, que ficou em evidência após eliminar Atlético-PR e Paranavaí na Copa do Brasil, não é obra do acaso. Desde os anos 80, a máquina exportadora, chefiada por João Feijó, empresário e presidente do Conselho Deliberativo do clube, faz investimentos neste sentido.

Clube tem parceria com o Marítimo

A análise dos relatórios de transferências internacionais revela alguns dados curiosos. Dos 85 jogadores negociados, 58 foram para clubes de Portugal. Em 2002, por exemplo, o Corinthians (AL) exportou 18 jogadores, todos para clubes lusitanos. O mais assíduo comprador foi o Marítimo, com oito jogadores, seguido do Porto, com seis. O presidente do Marítimo, Carlos Madeira, que é amigo pessoal de João Feijó, revela que há uma parceria entre os clubes. "Conheço o João Feijó há aproximadamente 20 anos. Todas as negociações são feitas diretamente com ele. Temos uma parceria com o Corinthians e negociamos aleatoriamente, sempre que há algum tipo de valia para ambas as partes", disse o dirigente. Um desses jogadores é o zagueiro Pepe, que, em agosto de 2002, foi emprestado ao Marítimo. Dois anos depois, foi vendido ao Porto por 40 mil dólares. Em julho de 2007, foi comprado pelo Real Madrid, que pagou cerca de 30 milhões de euros - uma valorização de aproximadamente 400%. Elias, o campeão de transferências - O apoiador Elias, de 26 anos, é o jogador que mais vezes foi negociado pelo Corinthians (AL) com clubes do exterior. Ele foi emprestado a quatro clubes - Porto (2002), Estoril (2004), Gil Vicente (2005) e Paços de Ferreira (2006) - antes de ter seus direitos econômicos comprados pelo Vitória de Setúbal, em 2007. O jogador, que atuou por apenas seis meses nas categorias de base do Corinthians (AL), ratifica que o clube alagoano tem como única fonte de renda a exportação de jogadores para clubes do exterior. "Eles vivem para isso. É a única fonte de renda do clube, que investe quase tudo o que tem na estrutura das categorias de base. Vários dos jogadores revelados pelo Corinthians (AL) estão aqui em Portugal", disse o jogador, de 26 anos. Elias revela que, após o término dos empréstimos, retornava ao Brasil apenas para assinar um novo contrato. Ele não soube informar os valores referentes às suas transferências, mas garante que, em momento algum, fora lesado pela má-fé de algum empresário. "Todas as vezes em que retornei ao Corinthians (AL) foi para assinar novos contratos com clubes de Portugal", disse.

Confira abaixo os destinos dos jogadores exportados: Portugal - 58 transferências / Japão - 9 transferências /Coréia do Sul - 4 transferências / Alemanha - 1 transferência / Espanha - 1 transferência / Chipre - 1 transferência / Qatar - 1 transferência / Hungria - 1 transferência / Azerbaijão - 1 transferência / México - 1 transferência / Emirados Árabes - 1 transferência / Honduras - 1 transferência / Suíça - 1 transferência / Kuwait - 1 transferência / Rússia - 1 transferência / Suécia - 1 transferência / Colômbia - 1 transferência.
In Lancepress
Enviar um comentário