sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

PETIÇÃO: JOGA-RUI-COSTA--SE-TIVERES-P'RAÍ-VIRADO


Confesso: já não tenho pachorra para petições do género daquela que foi lançada a Rui Costa, para que o astro jogue mais um ano no Benfica. Antes, fora Luís Figo a infeliz «vítima» desta estratégia que se serve da Internet e da bonomia dos jornais desportivos e de alguns generalistas para passar uma mensagem que de ingénua não tem nada. A começar por quem patrocina este género de iniciativas: os 15 minutos de fama já ninguém lhes tira. Uma coisa é devoção e admiração por uma determinada referência - sempre que vejo um número 10 em campo, lembro-me de Platini - outra, bem diferente, é não ter a noção de onde começa e acaba o papel dos fãs e adeptos em determinada altura da vida de um jogador. Repesco o Platini: vi-o a jogar na selecção francesa e no Saint-Étienne, tinha eu apenas 6 anos. É uma imagem forte, viva, poderosa, que guardo com saudade mas sem saudosismos bacocos. Nunca vi Platini a arrastar-se em campo, e isso é bom. Questão central: alguém perguntou alguma coisa a Rui Costa? De certeza que não. O maestro terá o seus timings próprios e não será, seguramente, uma petição sem ponta de originalidade que irá alterar os seus planos de reforma.
Enviar um comentário